Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Extermínio de Pensamentos

"Happiness only real when shared"-Christopher McCandless

Extermínio de Pensamentos

"Happiness only real when shared"-Christopher McCandless

07
Jul18

Gostava de ter filhos?

Terminatora

Quando se é criança, o mundo não parece ser esmagador e destruidor de sonhos, como na verdade é. Achamos que com facilidade, se constrói uma vida e uma família feliz. Eu tenho uma família grande, logo meu desejo era também ter uma família. 

Que outros ensinamentos nos dá a família, que não seja trabalhar, casar e ter filhos? Construir um lar e viver em família. Este foi o conceito que me transmitiram durante anos. Meu objectivo de vida seria este. 

Durante algum tempo foi meu desejo encontrar o tal príncipe que me levaria ao altar. Passava horas vendo vestidos de noiva, ou mesmo até fazendo vestidos de noiva às bonecas... Véus. 

Mas cedo percebi que eu não entendia nada de como encontrar o príncipe ou sequer fazer com que alguém gostasse o suficiente de mim para ficar o tempo necessário para dar continuidade a uma família. Afinal, não era assim tão fácil. 

Nem foi mais fácil arranjar um lar sozinha, logo fiquei muito mais tempo em casa dos pais. Muitas vezes fui "praguejada" para sair de casa e casar. Pois... outros tempos, outros tempos. Tempos em que casavam com o primeiro namorado, e nem precisavam namorar 10 anos para perceberem que queriam ficar juntos toda a vida (ou não..). Aliás, namorar mais que 2 anos sem casar já deveria ser considerado uma vergonha. 

Fico feliz por os tempos terem mudado. Mas mais feliz fico por perceber que eu também mudei drasticamente ao longo da vida. Após relações falhadas o meu desejo em querer criar uma família diminuíu em consequência disso. E já não fico stressada por me ver a envelhecer e ainda não ter filhos, como quando vejo tantas amigas e agora a irmã mais nova, a construirem suas vidas em redor de um lar. 

Além de não ter a certeza se um dia encontrarei o par ideal para isso, também o meu físico não se encontra no melhor. E eu dou por mim a pensar, como vou eu ter condições emocionais e físicas (além de tempo) para me dedicar a outro ser. Conseguirei perder horas de sono, acarretar mais dores físicas em prol de cumprir o meu propósito neste mundo? 

Serei uma desilusão para as mulheres, porque afinal concluí, que se calhar já não quero assim tanto filhos? Quanto muito adoptaria uma criança precisando de amor e protecção.  

 

Estou em constantes mudanças, aquilo que sou hoje; aquilo que penso hoje pode já não ser o mesmo amanhã. Mas dou por mim muitas vezes a reflectir... eu não terei energia para cuidar de uma criança. E não sei se voltarei a ter. A minha vida é uma névoa neste momento, mas talvez essa névoa se dissipe no futuro.. 

Talvez volte a ter a vontade tremenda de ter filhos que outrora tive... ou talvez não. 

23
Jun18

Choro

Terminatora

Choro quando chego ao limite. 

Choro por vergonha, por me sentir um fracasso. 

Choro por não ter a resistência desejada, por me sentir acabada. 

Choro porque não quis falar, não quis explicar, não quis desabafar. 

Choro porque a dor é maior. Na alma, no corpo, na mente. 

Choro porque preciso renovar....

Choro porque quero mudar.

23
Abr18

Se

Terminatora

Se há uns tempos me sentia apática e sem vida; apenas mais um ser entre esses tantos que por aí vagueiam, deambulam qual zombies e autómatos. 

Se eu disse que não sentia nada, que não conseguia criar laços duradouros, que não conseguia me dedicar inteiramente a outro ser.

Se eu disse que não voltaria a amar outro ser, que não me comprometeria com o destino, que esqueceria o que é isso de querer construir vida com alguém.

Se eu disse que não falaria de sentimentos e desejos, que não mostraria meu lado fraco e vulnerável, que não daria passo em frente, que não me aproximaria.

Se eu disse que iria banir do futuro tudo o que pudesse desencadear tais pensamentos furiosos, que queria inverno e outono para sempre, que não queria de forma alguma voltar a sentir tormentas.

Se disse tudo isso, se tentei ser alguém que não eu, se quis banir tudo de bom que havia no futuro, se quis esquecer o quão importante é ter alguém que nos OLHE e VEJA de verdade, foi porque não estavas no meu passado. 

16
Jun17

Ressaca

Terminatora

Caíste como uma rocha na minha vida, quis me desviar e continuar meu caminho, mas perseguiste-me. Eu lutei contra aquilo que surgia. Não queria mais desilusão, confronto, cedência ou tristeza. Lutei contra, mas a tua insistência intrigava. 

Porque não acreditei em meu primeiro instinto? Porque não voltei eu costas e segui meu caminho? 

Agora posso continuar, embora primeiro, a ressaca tenha que passar. 

25
Ago15

Vida de sacrifício

Terminatora

Enquanto jovens, queremos ter independência. Não queremos que nossos pais nos controlem mais, não queremos ter que dizer quando vamos ou não chegar a casa. Não queremos ter que estudar mais. Queremos trabalhar!

Queremos ter o nosso próprio dinheiro, a nossa própria independência, a nossa própria vida.

Depois chegamos ao ponto, em que estamos sempre a trocar de trabalho. O dinheiro é pouco, pagar carro, gasolina, outras coisas. Vamos adiando a nossa saúde. Trabalhamos mais horas... pelo mesmo dinheiro. A saúde sempre para baixo. Não temos tempo e também já não temos dinheiro.

Quando estávamos em casa de nossos pais, eles cuidavam de nós. Levavam-nos ao médico. Não nos faltava nada...

Agora trabalhamos para ter uns tostões, para poder sobreviver. Queremos arranjar casa, mas não temos como. E estamos a ficar cada vez mais cansados, mais doentes.

Cada passo agora dado, parece ser caminhar em cima de pedras pontiagudas. Pegar em algo mais pesado, é um martírio! Chegamos ao fim do dia esgotados, sem forças, sem ânimo.

Onde está o desejo pela independência? Onde está aquele espírito rebelde? Só queríamos ter férias...por tempo indeterminado, com tudo pago e recuperar a nossa saúde...

Pois bem, queremos crescer tão rápido, que o mais importante fica para trás. Agora não conseguimos aproveitar a vida. Somos uns tristes e cansados, destinados a ficar de baixa uma grande parte da vida, para poder recuperar o que o trabalho e a teimosia tirou.

O ser humano é tão contraditório... Não sabe o que quer, e quando sabe o que quer, não consegue meios para obter.

25
Ago15

Culpa

Terminatora

Um sentimento que me acompanha quase desde o nascimento. Desde que me lembro, de me sentir responsável pelos meus próprios actos, que me culpabilizo por tudo e nada...

Sim eu sei, o mundo não gira à minha volta, pensam que quero chamar a atenção... Não! A questão é que nem falo disto com ninguém. Mas aconteceu recentemente uma situação (aliás têm acontecido várias), na qual eu não tinha  culpa... mas acabei por me sentir culpada..

Até por estar doente, ou com dores e ser um atraso de vida para os outros, me sinto culpada! Sinto-me culpada até por coisas que eu não podia ter evitado de forma alguma e que nem foram relacionadas comigo directamente! Sinto-me até culpada pelos erros dos outros!

Tás a ficar louca pá....!

10
Ago15

Eeerrr.... é isso!

Terminatora

Já vai algum tempo, desde a última vez que cá estive. As 24 horas do dia, não chegam a ser suficientes para tudo o que quero fazer. Parece que os dias têm passado e eu parei no tempo. Já nem tenho noção em que altura do ano estamos! É o que dá... trabalhar mais de metade do dia, dormir sete horas e ter somente umas cinco horas (por vezes bem menos!!!), para poder fazer tudo o que gostaria. Pois bem, gostaria... Não que tenha vindo a fazer.  

Tenho tido uma vontade enorme, de descarregar os tormentos pelos quais tenho passado. Vontade de gritar e seguir sozinha, sem rumo para um lugar qualquer desde que fosse, para longe da balbúrdia.

Preciso de voltar aos tempos em que tinha tempo de transbordar para o exterior, tudo aquilo que me passava no pensamento. Já não tenho é 16 anos. Não tenho diários. Não tenho tempo e não confio nas pessoas. E as poucas que confio, também são muito ocupadas... quanto mais velhos, menos tempo, hein?

Estou a ver que vou terminar, tal e qual a minha colega de trabalho mais velha! Uma distraída de primeira, uma expert no esquecimento, lenta como tudo, por causa das dores reumáticas, articulares e osteoporose, que já vem dando sinais. Uma pessoa dá em doida com tanto stress, se não deita fora aquilo que lhe atormenta o pensamento!!  

Preciso sobretudo de um diário (seria possivelmente este blog, mas está difícil), e exercício físico...

06
Mai15

Os outros

Terminatora

Lembro-me ainda, do primeiro dia de trabalho. Lembro-me do primeiro ano de trabalho e os seguintes. Quão ingénua eu era! E quão malcriadas as pessoas eram! Fiquei em choque inicialmente! 

Julgo que não se pode pedir muito, de quem nunca foi habituado a respeitar outros. De quem nunca parou para pensar, nas consequências dos seus actos. De quem é egoísta e calculista. Manipulador!

 

Acontece que, a ingenuidade perdeu-se quase toda. Perdeu-se a minha crença, de que as pessoas não fazem mal umas às outras. Em trabalho, todos trabalham em equipa! Todos remam para o mesmo sentido! (Só se for em sonhos!!) Tornei-me outra pessoa. Tive que aprender a dizer umas piadas para não ser a carrancuda, ou besta.

Lá tive que aprender a desconversar à moda de "vilhão"! Mas nem assim agradava. Nem trabalhando árduamente, nem me sujeitando a tudo o que pediam, se valorizaram.

Calava-me a tudo.

 

Mas isso acabou. Não tenho culpa de serem iletrados, idiotas e palermas! Se não sabem falar com as pessoas, voltem à escola! Escória nojenta com que este país está cheio! Ainda culpam os salários, os políticos, as despesas por todos os males existentes? Olhem só como vocês se comportam! Tenham vergonha!

Nunca fizerm o bem ao colega, sem algo para se beneficiar em vista! Vingativos como são, nunca hão-de evoluir! Mete-me nojo gente assim. E repugna-me, furiosamente, ter que encarar pessoas assim!! Manipuladoras e calculistas.   

Cansei-me de ser a boazinha, faz tudo para agradar sem reclamar. Faz os favores todos para que ninguém se chateie. Acabou!

Acabou e não tenho a mínima paciência para lidar com gente infantil! Os únicos ensinamentos que tirei de adultos com os quais trabalhei, foi o que NÃO fazer! Porque nunca me ensinaram nada de jeito! 

Acham mesmo que prejudicando os outros é que se dão bem? Acham mesmo que são felizes fazendo o mal a toda a hora? Não são!

Pois tanto que não são, que têm que se vingar em alguém. Têm que descarregar a fúria de terem uma vida inútil e insignificante em cima dos colegas. 

A minha fúria chega a ser tanta, que se tivesse um saco de boxe, julgo que não duraria uma semana! 

 

23
Abr15

Dor

Terminatora

Há muitos tipos de dores. Do coração, da cabeça, do corpo, do pensamento. Há muitos tipos de dor. A que custa mais suportar é a nossa dor. Embora compreendamos que exista piores dores, piores sofrimentos que o nosso. A nossa dor é sempre grande e dificil de suportar. Porque sofremos nós? Porque sentimos tanto assim? Porque pensamos assim? Há coisas díficeis de explicar e compreender.

Porque gostamos nós de ficar a remoer, revolver em sentimentos negativos e tristes? Ao ponto de que nem estamos felizes ao lado de quem mais nos apoia e acarinha.

Ficamos tão submersos nesses sentimentos e nesses pensamentos atrozes, como se gostassemos de sofrer! É algo que eu ainda não compreendi. E nem sei porque gosto tanto de estar imersa e me afogar em mágoas assim. Na verdade não gosto, mas não consigo evitar lá voltar, sempre que estou só, sempre que estou triste, sempre que me põem triste.

Queria evitar ficar triste. Queria evitar, Pensar!

Mais sobre mim

foto do autor

Mais exterminados

Extermínios antigos

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Mensagens

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.