Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Extermínio de Pensamentos

"Happiness only real when shared"-Christopher McCandless

Extermínio de Pensamentos

"Happiness only real when shared"-Christopher McCandless

06
Mai15

Vazio

Terminatora

Não sei ao certo, há quanto tempo começou. Estou apática. Inconsciente. Morta. 

Gosto de estar neste vazio, onde não sinto nada. E esse nada me preenche com uma sensação de liberdade. 

 

É estranho. É-me indiferente. Tudo. Gosto de estar no meu vazio. É aí que me encontro. É aí que vejo, é aí que sinto. Não sinto nada e aquilo que sinto, é sempre tão fugaz.

Como pode isto ser possível? Como pode isto de não sentir nada, ser tão bom? Este desapego, reconfortante. No entanto, estranho. 

Não sinto nada e isso deixa-me feliz. 

Não tenho vontade de amar outro ser, me dedicar a outro ser, se este vazio me preenche melhor que qualquer amor que já tenha vivido. Além disso, nenhum amor nos deixa verdadeiramente livres. E para que quero eu amor, se sou feliz e livre assim? 

O amor pede compromissos. Pede dedicação. Pede sacrifícios. 

E não, eu não me quero sacrificar, nem dedicar, muito menos me comprometer com alguém. Prefiro o meu vazio. Não me pede satisfações. Não me pede explicações. Não me pede horas marcadas e minutos contados. 

Amo o meu vazio. 

 

06
Mai15

Os outros

Terminatora

Lembro-me ainda, do primeiro dia de trabalho. Lembro-me do primeiro ano de trabalho e os seguintes. Quão ingénua eu era! E quão malcriadas as pessoas eram! Fiquei em choque inicialmente! 

Julgo que não se pode pedir muito, de quem nunca foi habituado a respeitar outros. De quem nunca parou para pensar, nas consequências dos seus actos. De quem é egoísta e calculista. Manipulador!

 

Acontece que, a ingenuidade perdeu-se quase toda. Perdeu-se a minha crença, de que as pessoas não fazem mal umas às outras. Em trabalho, todos trabalham em equipa! Todos remam para o mesmo sentido! (Só se for em sonhos!!) Tornei-me outra pessoa. Tive que aprender a dizer umas piadas para não ser a carrancuda, ou besta.

Lá tive que aprender a desconversar à moda de "vilhão"! Mas nem assim agradava. Nem trabalhando árduamente, nem me sujeitando a tudo o que pediam, se valorizaram.

Calava-me a tudo.

 

Mas isso acabou. Não tenho culpa de serem iletrados, idiotas e palermas! Se não sabem falar com as pessoas, voltem à escola! Escória nojenta com que este país está cheio! Ainda culpam os salários, os políticos, as despesas por todos os males existentes? Olhem só como vocês se comportam! Tenham vergonha!

Nunca fizerm o bem ao colega, sem algo para se beneficiar em vista! Vingativos como são, nunca hão-de evoluir! Mete-me nojo gente assim. E repugna-me, furiosamente, ter que encarar pessoas assim!! Manipuladoras e calculistas.   

Cansei-me de ser a boazinha, faz tudo para agradar sem reclamar. Faz os favores todos para que ninguém se chateie. Acabou!

Acabou e não tenho a mínima paciência para lidar com gente infantil! Os únicos ensinamentos que tirei de adultos com os quais trabalhei, foi o que NÃO fazer! Porque nunca me ensinaram nada de jeito! 

Acham mesmo que prejudicando os outros é que se dão bem? Acham mesmo que são felizes fazendo o mal a toda a hora? Não são!

Pois tanto que não são, que têm que se vingar em alguém. Têm que descarregar a fúria de terem uma vida inútil e insignificante em cima dos colegas. 

A minha fúria chega a ser tanta, que se tivesse um saco de boxe, julgo que não duraria uma semana! 

 

06
Mai15

Explosão

Terminatora

Ultimamente, não se pode esperar muito de mim. 

Ora bem, ora assim assim. Ora rio, ora explodo. 

 

E só uma pessoa entende aquilo que passo... o resto exige-me trabalho. Exige-me rapidez. Exige-me rendimento. Exige atenção. Exige carinho. Exige amor. 

Não tenho nada para dar. Nada.

 

Não me peçam nada que nada tenho para dar! Dêem espaço porra! Calem-se de uma vez! 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Extermínios antigos

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Mensagens

Calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.